• MDS Portugal
  • Pesquisar

voltar

DICA #2 | Vença o sedentarismo dentro de casa e impulsione a sua saúde

30.03.2020
DICA #2 | Vença o sedentarismo dentro de casa e impulsione a sua saúde

Você já leu as nossas dicas de alimentação para reforçar a saúde e o sistema imunológico, certo? Entretanto, vale lembrar que fazer boas refeições não é a única medida a ser tomada para manter-se saudável especialmente na atual conjuntura de pandemia e isolamento. 

Além de cuidar do corpo,  é essencial cuidar da mente e fintar um grande mal que assola a sociedade e que é potencializado em dias de privação de convívio social: os problemas emocionais. A Ordem dos Psicólogos em Portugal, que preparou um conjunto de perguntas e respostas com directrizes para dar resposta a algumas das principais dúvidas que têm surgido com o surto de Covid-19,  admite que, durante o período de isolamento, "é normal sentir-se ansioso, com medo, preocupado ou zangado” e, por isso mesmo, é importante cuidar de si próprio. 

Que tal fazer exercício e garantir que corpo e mente funcionam em perfeita harmonia, mesmo durante a quarentena? Pesquisas comprovam que, além de favorecer o funcionamento dos órgãos vitais e ajudar a controlar doenças crónicas, a prática de exercícios físicos estimula o bem-estar e a auto-estima e até ajuda a liberar serotonina, uma hormona natural do organismo que combate o sentimento de solidão e a depressão. 

Agora que já tem mais motivos para quebrar a inércia e fazer exercício, que tal ver algumas dicas que nós da MDS preparamos para si? Veja abaixo:

Escolha o seu tipo de atividade

Fazer exercício pode ser muito prazeroso. O segredo está em encontrar a atividade que mais tenha a ver com a personalidade e os objetivos de cada um. Qual o seu estilo? Ginástica aeróbica, alongamento, lutas, pilates, funcional, dança, yoga… Estas e outras opções podem proporcionar flexibilidade, queima calórica, tonificação muscular e diversão na medida certa para quem as pratica. Basta descobrir a sua de eleição.

A idade também não é obstáculo: pessoas idosas ou com dificuldades de mobilidade podem recorrer a práticas que estimulem a coordenação motora, enquanto as crianças podem gastar suas energias em atividades mais lúdicas e criativas. 



Antes de começar, aquecimento e alongamento

O alongamento deve ser feito antes e depois das atividades para garantir mais flexibilidade e relaxamento e minimizar possíveis dores musculares após os exercícios. Já o aquecimento ativa a circulação sanguínea e diminuindo o risco de lesões.

Vista-se adequadamente

Calças de ganga, sarja e outros tecidos pouco flexíveis e respiráveis dificultam a execução de qualquer movimento, mesmo quando praticado entre as quatro paredes da sua residência. Ao fazer atividade física, opte por roupas leves e com certa elasticidade.

Calçados também merecem atenção: exercícios aeróbicos e de alto impacto exigem ténis com sola amortecedora e forma adequada ao formato dos pés. Já pilates, lutas, danças, yoga, meditação e outras atividades do tipo podem ser praticadas com sapatilhas, meias antiderrapantes, calçados leves ou até mesmo descalço.

Crie uma rotina

Assim como a boa alimentação, as atividades físicas dão mais resultado quando tratadas como hábito. Procure reservar um horário diariamente ou em dias alternados para se movimentar e condicione o seu corpo a ser estimulado progressiva e continuamente.

Academia on demand

O isolamento social tem forçado a sociedade a adaptar-se a uma nova dinâmica indoor e, consequentemente, os mercados fitness e de lifestyle têm criado soluções alternativas para atingir o público dentro das suas próprias casas. Diversos ginásios, estúdios e profissionais têm utilizado as ferramentas das redes sociais para criar lives, vídeo aulas, dicas e listas de atividades a fim de manter seus alunos ativos.

Exercitar a mente também é válido

Uma rotina de exercícios não precisa se basear somente em abdominais e alongamentos. Meditação, exercícios de respiração, atividades artísticas como desenho, pintura e até mesmo leitura e jogos de lógica são importantes estímulos cerebrais e, portanto, podem (e devem!) ganhar espaço no dia a dia. 

Respeite os limites do seu corpo

Sair do estágio do sedentarismo direto para os exercícios de alta intensidade ou complexidade não é nada recomendável e pode provocar dores, lesões e até mesmo um cenário adverso: o comprometimento da imunidade. De acordo com o portal De Bem Com a Vida, o limite de cada um de nós está antes do desconforto e das dores, e vale dizer: dores recorrentes ou incomuns são sinal de alerta! Seja atento aos sinais do seu corpo.


Estas foram as nossas dicas sobre atividade física! Baseadas em conselhos de bons profissionais, elas podem ajudar a vencer o desânimo e o sedentarismo e alcançar dias mais ativos, produtivos e saudáveis. Para saber mais, siga-nos no Facebook, LinkedIn e Instagramcontinue a acompanhar a série de conteúdos que preparamos para ajudá-lo a sia e à sua família a superar este momento delicado com assistência e qualidade de vida. 

#MDSPortugal #DeBemComAVida #HomeOffice #Care #Saude #Health #COVID19 #Segurança #VivaComSaude #DicasMDS

Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi